The City of London Panorama

"Empresa financeira do Ano"

Finance Monthly Magazine

Introdução

Investidores em empresas jovens que exercem um “negócio de qualificação” (que inclui a maioria das empresas sem ser empresas de propriedade/de ativos reais e arrendamento de ativos) podem reivindicar o alívio do seu investimento sob dois regimes, o regime de Investimento de Empresas Semente (SEIS), que se aplica aos primeiros £ 150.000 arrecadados pela empresa e pelo regime de Investimento Empresarial (EIS), que se aplica aos próximos £ 5.000.000 arrecadados a cada ano.

SEIS

Os investidores ao abrigo deste regime recebem de volta até 50% do valor por eles investido das autoridades fiscais do Reino Unido, HM Revenue & Customs (HMRC), como uma dedução do imposto sobre o rendimento das suas contas no ano fiscal de investimento, no ano anterior ou no ano posterior. Os investidores devem manter as ações durante três anos, após os quais, numa venda de ações, beneficiam de uma taxa de 0% de imposto sobre ganhos de capital sobre qualquer ganho.

As isenções fiscais para os investidores sob o SEIS são algumas das mais generosas do mundo e reduzem significativamente o risco para os investidores em fase inicial. É relativamente fácil para as empresas qualificar-se para o SEIS – o primeiro passo é procurar uma garantia prévia do HMRC em como a empresa se qualifica.

EIS

Os investidores ao abrigo deste regime recebem de volta até 30% do valor por eles investido do HMRC, como uma dedução do imposto sobre rendimento das suas contas no ano fiscal de investimento, no ano anterior ou no ano posterior. Os investidores devem manter as ações durante três anos, após os quais, numa venda de ações, beneficiam de uma taxa de 0% de imposto sobre ganhos de capital sobre qualquer ganho.

No âmbito do regime EIS, as empresas podem angariar até £ 5.000.000 por ano e os investidores podem investir até € 1.000.000 por ano .

Subsídios governamentais

Há um grande número de subsídios governamentais para empresas em fase de arranque que contratam pessoas no Reino Unido e/ou fazem algo inovador no seu setor.

Os subsídios mais populares são Subsídios Inteligentes TSB (Smart Grants). Existem vários subsidios deste tipo, mas o maior e mais relevante aplica-se a empresas de tecnologia. As empresas em fase de arranque podem receber até £ 250.000 para construir e desenvolver o seu protótipo. Este dinheiro não é reembolsável. O subsídio exige “cofinanciamento” o que significa que a empresa deve aumentar o investimento simultaneamente à receção da subvenção.